Portal de Anjos
Portal de Anjos
Portal de Anjos
Portal de Anjos
Portal de Anjos
Portal de Anjos
Portal de Anjos

10 - Os Chakras

10 - Os Chakras

CHAKRA: Termo em sânscrito que significa Roda, círculo e movimento. Cada Chakra é um centro de força e consciência ou vórtice de energia presente nos corpos sutis dos seres. No ser humano, além dos centros menores, há sete centros principais ou maiores formando um circuito energético importante ao longo do sistema cérebro-espinhal, desde a base da coluna até o alto da cabeça, como demonstra a figura ao lado.

Os chakras são vórtices ativos por onde circula a energia vital, são estruturas giratórias composta de matéria sutil e possuem relação íntima com as glândulas do corpo humano. Os sete centros principais no homem, as glândulas correspondentes aos chakras e suas denominações em sânscrito são os seguintes:

Os sete Chakras:

Muladhara (chakra básico ou fundamental) (Glândulas Supra-renais)

Svadhishthana (chakra sexual) (Glândulas de Reprodução)

Manipura (chakra do plexo solar) (Glândulas Pâncreas)

Anahata (chakra cardíaco) (Glândula Timo)

Vishuddhi (chakra laríngeo) (Glândula Tireóide)

Ajna (chakra frontal) (Glândula Hipófise)

Sahasrara (chakra da coroa) (Glândula Pineal)

 

 

 

 
 MULADHARA (Chakra Básico ou Fundamental)

Palavra em sânscrito que significa Fundação (mula = raiz; dhara = base). O Chakra Muladhara está situado na base da coluna vertebral, mais precisamente no períneo. É costumeiramente representado por um lótus de quatro pétalas avermelhado, cujo som bija é LAM. Neste centro de força encontra-se Kundalini, a energia estática criadora. A adormecida Kundalini é uma força primária que, segundo a tradição hindu, ao ser ativada traz à tona, vinda do plano do inconsciente, uma torrente energética poderosa, podendo sobrevir inúmeros fenômenos. O despertar deste chakra está relacionado à liberação de emoções reprimidas, podendo levar o indivíduo a estados mentais de instabilidade emocional.

SVADHISHTHANA (Chakra sexual)

Svadhishthana significa Morada do Ser. Nome sugestivo que nos leva a acreditar que a morada anterior de Kundalini era neste chakra. Sua localização fica no cóccix e sua representação é a de um lótus de seis pétalas, cujo som bija é VAM. Satyananda afirma que o svadhishthana é depositário de todas as experiências de vida do sujeito, assim como muito dos carmas ativos e inativos. O despertar do chakra Svadhishthana acompanha sentimentos de ira, insensatez, podendo surgir fortes manifestações de descontrole emocional.

MANIPURA (Chakra do Plexo Solar)

Termo que significa Morada das Gemas. Este chakra está localizado no plexo solar. Ele é comumente representado por um lótus de dez pétalas, cujo som bija é RAM. Concentrar-se neste chakra pode melhorar problemas digestivos. Um aspecto negativo relacionado ao chakra manipura diz respeito à super estimulação do mesmo, fator que pode influir reduzindo o período de vida do indivíduo.

ANAHATA (Chakra do Coração)

Anahata significa Inviolado ou intocado. É considerado a jóia da compaixão. Este chakra está localizado no plexo cardíaco, nele reside a pureza. Os três chakras anteriores (muladhara, svadhishthana e manipura) estão vinculados à Lei do Carma, sendo o carma o fator determinante comandando totalmente as relações do indivíduo polarizado nesses níveis. Já no Anahata o carma é transcendido e o indivíduo não está mais subordinado à implacável Lei de Causa e Efeito. Este chakra é representado por um lótus de doze pétalas, o som bija do Anahata é YAM. E seu símbolo é a estrela de seis pontas.

VISHUDDHI (Chakra Laríngeo)

Palavra que significa Puro. É considerado o chakra da purificação e costumeiramente representado por um lótus de dezesseis pétalas, cujo som bija é HAM. Alguns autores indicam o centro de percepção telepática como sendo o chakra vishuddhi.

AJNA (Chakra Frontal ou do Terceiro Olho)

Ajna significa Comando, Autoridade e Poder. Nesse chakra, Ida, Pingala e Sushuma se fundem formando o único acesso ao chakra do alto da coroa ou Sahasrara. Ajna é descrito como um lótus de duas pétalas nas cores rosa e violeta, cujo som bija é OM. Quando o indivíduo progressista penetra no Ajna chakra haverá luz dourada envolta de sua cabeça.

SAHASRARA (Chakra da Coroa)

Termo que significa De Mil Pétalas. Este chakra é representado por um lótus de mil pétalas, cujo som bija é AUM. Este é o som primordial, infinitamente contínuo. Sahasrara é o chakra da unidade e da liberação, no qual o meditador realiza a divindade em si mesmo. Não há praticamente nada a se dizer a respeito do sahasrara, pois aqueles que chegaram até ele mantiveram-se em respeitoso silêncio.

X

GRANTHI

Granthi significa Nó. Os Granthis são 'nós' ou 'obstáculos' que existem em alguns chakras (muladhara, anahata e ajna), que por essa razão são considerados chakras especialmente importantes. Segundo Harish Johari existem três nós nos corpos sutis:

Nó de Brahma (Brahma Granthi) no Muladhara Chakra. É o primeiro obstáculo à ascensão da energia Kundalini, obstruindo sua subida para os centros superiores. A dissolução desse nó libera o indivíduo das ambições, dos desejos e apegos ao mundo e vida material. A eficácia na Meditação só é alcançada quando esse nó é desfeito.

Nó de Vishnu (Vishnu Granthi) no Anahata Chakra. Este segundo nó mantém o indivíduo apegado às tradições espirituais, às instituições e ordens espiritualistas estabelecidas. Entretanto, essa espécie de devoção às escrituras e às ordens espirituais são limitações que devem ser transcendidas para se alcançar e realizar o propósito evolutivo pessoal que faz parte do plano divino. Esse nó tem forte conexão com o código genético e com as tradições familiares estabelecidas, assim como o apego e lealdade a uma ordem em particular.

Nó de Rudra (Rudra Granthi) no Ajna Chakra. Este é o último nó e situa-se próximo ao terceiro olho. Relacionado ao corpo causal e ao plano das idéias, visões e intuições, que, às vezes, pode levar o progressista espiritual a se perder por excesso de ligação com o poder transcendente, tornando assim um obstáculo ou amarra para a liberação espiritual. Esse nó está vinculado a esse excesso que dificulta o progresso do indivíduo.

X

É de conhecimento do esoterismo oriental que durante o caminhar evolutivo do homem os chakras vão adquirindo maior brilho, vivacidade e fulgor. Paulatinamente cada chakra vai se tornando um turbilhão energético radiante. Como o grau de desenvolvimento do ser humano varia de pessoa para pessoa, esses vórtices também se desenvolvem de maneira diferenciada. Revela-nos o Tantra Tibetano o seguinte: acima do Chakra Sahasrara há outra série de sete chakras importantes que se relacionam com o universo divino.

Aprender sobre os chakras e fazer uso desse conhecimento durante os processos introspectivos é prática que pode auxiliar o indivíduo que percorre a SENDA*.

Através do exercício da vontade espiritual na senda da perfeição, o sistema de chakras é gradativamente afetado, como resultado a consciência do praticante vai se expandindo e os chakras vão se tornando mais e mais vivificados e ativados.

Por exemplo, o autor teosófico Dr. Geoffrey Hodson em seu livro A Suprema Realização através da Yoga sugere que ao entoar em silêncio o mantra "AUM" seguido de silêncio profundo é prática bastante útil.

É possível empenho prático diário para dinamizar o processo evolutivo. Cabe a cada buscador espiritual constante atualização na senda de progresso.

*SENDA = Leia sobre o significado da palavra na seguinte página deste site: 

http://portaldeanjos.com.br/sabedoria/index/58

(Maria)

 

Fontes de Pesquisa:

- HODSON, Geoffrey - A Suprema Realização através da Ioga - Editora Teosófica - Brasília, DF - p. 69.

- JOHARI, Harish - Chakras Centros Energéticos de Transformação - Editora Bertrand Brasil - Rio de Janeiro, RJ

- LEADBEATER, C. W. - Os Chakras - Editora Pensamento - São Paulo, SP

- MOTOYAMA, Hiroshi - Teoria dos Chakras - Editora Pensamento - São Paulo, SP

 

PAZ, AMOR E MUITA LUZ!!



Home
Home


Copyright © - Portal de Anjos - 2009 - 2017 - Todos os direitos reservados.

Validado em  XHTML  e  CSS